1.png
  • Katarina Ferreira

ONDE TUDO COMEÇOU


Se mudando para Holanda


Em 2013 decidimos que nossas vidas seriam construidas em outro lugar do mundo. Nosso plano inicial era se mudar para Londres, mas tudo mudou com a Inglaterra saindo da comunidade europeia, libra pela hora da morte e também porque uma parte da nossa família que morava lá, se mudou para Holanda. Então definimos a Holanda como nossa nova casa.




Processos da mudança


É bem verdade que deixar tudo para trás, família, amigos, filha (nossa cachorrinha) e toda a vida que a gente conhecia, não foi e continua não sendo uma tarefa fácil, mas são os ossos do ofício.


Por sorte, o Juan tem direito a cidadania Portuguesa (eu também , mas o processo dele era mais fácil, então dá-lhe Juan!), e para se mudar para Holanda foi bem mais fácil do que seria se não tivéssemos esse empurrãozinho. Nesse post aqui explico melhor como funciona nos dois casos.


Juntamos nossas economias, família ajuda aqui, ajuda de lá. Vendemos uma porção de coisas em uma venda de garagem, preparamos todos os documentos, compramos passagem, fechamos contrato de aluguel ainda do Brasil (no nosso caso já tínhamos uma pessoa aqui, conhecida, disposta a alugar para nós), e vimos com a cara, a coragem e 5 malas.


Muita gente nos pergunta sobre emprego, viemos sem nada certo, a busca começou na Holanda e 2 meses depois, umas entrevistas aqui e ali, o emprego apareceu. Para saber mais sobre o tema emprego, aqui tem tudo explicadinho.


Vida na Holanda


Apesar do que muita gente fala, não sentimos muito choque cultural e o frio pra gente é tipo “tudo de bom”. Mas essa não é a realidade de muitos brasileiros que vivem por aqui. Que a princípio acham os holandeses um pouco diretos demais, ou sem paciência (a mais pura verdade).


Aqui tudo é diferente, a comida é diferente – holandeses não almoçam, eles comem pão com alguma coisa, nutella, queijo, homus, um presuntinho, e por aí vai. O clima, por motivos óbvios é diferente, as pessoas são diferentes, não espere um super bate papo de cara com holandês, eles são mais secos e diretos. Agora a língua, isso sim é o que pega. Holandês é difícil demais, ainda tenho a sensação que nunca vou aprender de fato, até porque todo mundo, em Amsterdam, fala inglês. Na área de TI e tecnologia, muitas vezes (quase sempre), não precisa saber holandês, foi a sorte na hora de arrumar emprego. Como queremos morar aqui por muito tempo, então uma hora outra vou tomar vergonha na cara e me inscrever em um curso de holandês, mas não é o caso agora.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

2018 Vida Laranja. All rights reserved.© 2023 by Katarina.