1.png
  • Katarina Ferreira

CUSTO DE VIDA EM 2020 NA HOLANDA

Atualizado: Jul 23

Eita que ficou mais caro morar na Holanda em 2020. Normalmente os preços sempre mudam de um ano pra outro (vide o transporte público em 2019), mas já pode esperar gastar mais dinheirinhos em 2020. A Holanda não está na lista dos países mais caros – UFA! - do mundo. Isso pode ter a ver com a qualidade de vida daqui.

Já que vai ficar mais caro, vou tentar detalhar aqui o que muda o que fica e o que pudemos esperar.



gif


Aluguel e moradia



Alugar na Holanda é bem altinho, todo mundo reclama e só está aumentando. Para ter uma ideia, alugar um apartamento individual (sem dividir quarto) por menos de 1000 euros é tarefa impossível, só um milagre mesmo. Em Amsterdam então, esquece! É provável que você consiga encontrar entre 1,5 a 2.000, dependendo da localização.


Não podemos esquecer do depósito que tem que dar, que normalmente são os 2 ou 3 primeiros meses de aluguel. Se você está procurando um quarto em Amsterdam, o depósito geralmente é de um ou dois meses de aluguel e o primeiro mês é pago integralmente.

Mas lembre-se que morar fora das cidades grandes e nos arredores, tende a ser mais barato e, tudo na Holanda é muito bem conectado e pertinho.



Comidinhas e outras coisas




Os produtos estão mais caros, mas isso já desde 2019. A Holanda tem três taxas de VAT: 0%, 9% e 21%. A taxa de 9% incide sobre certos bens e serviços específicos. Isso inclui, por exemplo, alimentos, água, remédios, arte e livros. A taxa de 9% foi aumentada de 6% já início de 2019.


Uma dica para economizar nas compras de comida é optar por feiras e açougues. São uma ótima maneira de comprar alimentos muito mais baratos que o custo dos supermercados, e tem várias feiras livres por aqui. Tem também os 2 supermercados Aldi e Lidl que são conhecidos como mais baratos, mas você pode achar que nem tudo o que procura está neles. Eu particularmente não gosto muito deles, mas são uma boa opção para economizar.


Serviços na Holanda



Em 2020, de acordo com o site dutchreview.com a energia e o aquecimento devem se tornar um pouco menos caros: eles aumentarão o preço em 5 euros por família, mas isso é um pouco menor que a taxa de inflação. Isso é derivado principalmente do gás natural, e não da eletricidade, que só aumenta em 50 centavos de dólar por família.


Apesar dessas boas notícias, é prático questionar quanto você está pagando e até mudar de provedor a cada ano para economizar um pouco de dinheiro. Seja gás, eletricidade, água ou a Internet, existe um site de comparação por aí, como gaslichtvergelijken e providercheck.

Portanto, avalie suas opções!


Ah! E a água está ficando apenas alguns euros mais cara após o aumento do IVA. Não será um aumento significativo, mas é bom saber para ficar de olho no desperdício.



Transporte na Holanda


gif


Nesse quesito a Holanda é excelente, os preços são baseados na distância da sua viagem e não no horário ou por veículo. Isso já é justo o bastante, em Londres por exemplo, quase deixei um rim pra pagar o metrô de tão caro. E existem ainda maneiras de conseguir serviços mais baratos. Por exemplo, com os trens, você pode comprar assinaturas, o que significa que você pode economizar até 40% de desconto em determinadas horas! Algumas assinaturas mensais cobrem todas as viagens, e você paga uma vez por mês.


Vou de trem?


Um trem direto de Roterdã para Amsterdã, atualmente custa 16,40 € por cada trajeto. Se você investir em uma assinatura anual de 40% de desconto (tem que pagar 52 € de anuidade), custará 9,84 € por viagem para você e três amigos que viajam com você. Se você quiser reduzir pela metade o tempo de viagem, pegue um trem de alta velocidade e pague mais € 2,60 por trajeto.


Vou de metrô, bonde ou de ônibus?


Você pode comprar bilhetes por hora ou por dia para esses serviços. No ônibus, você pode pagar apenas por essa rota. Se você comprar um cartão OV Chip (7,50 €), poderá recarregá-lo e pagará a tarifa com base na distância percorrida. Na maioria dos casos, isso é MUITO mais barato do que comprar passagens por hora (dependendo de quanto você viaja).

Se você se deslocar muito a cada dia, um bilhete diário é barato e oferece a liberdade de usar o metrô, os bondes e os ônibus naquela cidade o dia todo.


Saúde


Depois de tudo isso ainda tem o bendito seguro saúde que também ficou mais caro.

Os cuidados de saúde são privados por aqui e custam caro. O pacote mensal de assistência médica 'básico' é de aproximadamente € 115 mensais e cobre os cuidados de saúde básicos e de emergência (mas você paga os primeiros € 385 de usos, por exemplo, fez um exame de sangue paga, exame de qualquer coisa paga...ai se ultrapassar você não paga mais). Veja mais sobre isso aqui.

Em 2019, o prêmio básico anual foi de cerca de 1432 euros, para 2020, como de costume, o aumento foi de cerca de 100 euros a mais que no ano anterior.


Conclusão


Cada um tem um estilo de vida e faz suas próprias escolhas. São vários gastos diferentes isso aqui na Holanda ou em qualquer país no mundo. Porém, conseguimos ter uma média de custos que servem para todo mundo já que os preços são fixos, só que no final, o seu estilo de vida é o que vai determinar as contas no final do mês. Veja os preços médios (sem contar educação):


  • Aluguel apartamento 1 ou até 2 quartos - 1.650€

  • Gastos com água, luz, gás, internet - 410€

  • Transporte (2 adultos)160€

  • Saúde (2 adultos) 250€

  • Supermercado (2 adultos) 450€

Total2.920€




  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

2018 Vida Laranja. All rights reserved.© 2023 by Katarina.